Acerca de mim

A minha foto
Tudo o que quero e não posso, tudo o que posso mas não devo, tudo o que devo mas receio. Queria mudar o Mundo, acabar com a fome, com a tristeza, com a maldade.Promover o bem, a harmonia, intensificar o AMOR. Tudo o que quero mas não posso. Romper com o passado porque ele existe, acabar com o medo porque ele existe, promover o futuro que é incerto.Dar vivas ao AMOR. A frustração de querer e não poder!...Quando tudo parece mostrar que é possível fazer voar o sonho!...Quando o sonho se torna pesadelo!...O melhor é tapar os olhos e não ver; fechar os ouvidos e não ouvir;impedir o pensamento de fluir. Enfim; ser sensato e cair na realidade da vida, mas ficar com a agradável consciência que o sonho poderia ser maravilhoso!...

terça-feira, 6 de março de 2012

VOLÚPIA

VOLÚPIA
                  06/03/2012

Uma estrela brilha no teu olhar,
No espelho da tua alma, vejo-te nua,
Coberta por uma névoa que vem do mar,
Iluminada pela triste luz da lua.
Vejo-te em vulto, sombra, aflição!...
Sem te poder abraçar e beijar,
Procuro seguir-te na escuridão,
Sem que te consiga alcançar.
Para me oferecer o seu coração,
Tua alma por mim se põe a chamar!
Oiço mas não te vejo.
Estás oculta por manto de noite escura!
Sigo tua voz com esperança,
Levo comigo o elixir que te vai curar,
Atravesso a escuridão com confiança,
Na ânsia de te poder encontrar.
Deitada num manto de seda pura,
Encontro-te envolta numa névoa de volúpia.
Chamas por mim com desejo ardente,
Massajo suavemente as tuas coxas nuas,
Salpicando teu corpo com o elixir da vida,
Extraindo o amor que em ti se sente,
Sossegando o espectro que te enraivecia.
Acalmo a minha dor e a tua,
Sacio-me com o mel do teu corpo,
Por ti oferecido com mestria.
Meus lábios selados nos teus com um beijo
Sorvendo todo o teu desejo,
E a vida que me oferecias.
Fim
Carlos Cebolo

Sem comentários:

Enviar um comentário