Acerca de mim

A minha foto
Tudo o que quero e não posso, tudo o que posso mas não devo, tudo o que devo mas receio. Queria mudar o Mundo, acabar com a fome, com a tristeza, com a maldade.Promover o bem, a harmonia, intensificar o AMOR. Tudo o que quero mas não posso. Romper com o passado porque ele existe, acabar com o medo porque ele existe, promover o futuro que é incerto.Dar vivas ao AMOR. A frustração de querer e não poder!...Quando tudo parece mostrar que é possível fazer voar o sonho!...Quando o sonho se torna pesadelo!...O melhor é tapar os olhos e não ver; fechar os ouvidos e não ouvir;impedir o pensamento de fluir. Enfim; ser sensato e cair na realidade da vida, mas ficar com a agradável consciência que o sonho poderia ser maravilhoso!...

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

INVERNO


        
                   I
O manto branco cobre a serra,
O inverno chegou por fim.
Trás a beleza que se espera,
E alguém que gosta de mim.

Trás um cachecol vermelho,
No seu pescoço moreno.
Um casaco de pele de coelho,
Cobre o seu corpo sereno.

Procuro no seu rosto um olhar,
Com um convite sedutor,
Que me dê esperanças de amar.

À noite no calor da lareira,
Entrego-lhe o meu amor,
Sonhando a noite inteira.
               II
De manhã ao acordar,
Com ela nos meus braços,
Procuro de novo amar,
Cobrindo-a com os casacos.

A lareira quase apagada,
Diminui o calor do quarto.
O calor dos corpos agrada,
A quem não se sente farto.

A bela neve lá fora cai,
Mantendo tudo branquinho.
O quente sol no alto já vai!...

Procuro o meu amor deitado,
Acordo-a com muito carinho,
Nos lábios um beijo dado.

                FIM
Carlos Cebolo


Sem comentários:

Enviar um comentário