Acerca de mim

A minha foto
Tudo o que quero e não posso, tudo o que posso mas não devo, tudo o que devo mas receio. Queria mudar o Mundo, acabar com a fome, com a tristeza, com a maldade.Promover o bem, a harmonia, intensificar o AMOR. Tudo o que quero mas não posso. Romper com o passado porque ele existe, acabar com o medo porque ele existe, promover o futuro que é incerto.Dar vivas ao AMOR. A frustração de querer e não poder!...Quando tudo parece mostrar que é possível fazer voar o sonho!...Quando o sonho se torna pesadelo!...O melhor é tapar os olhos e não ver; fechar os ouvidos e não ouvir;impedir o pensamento de fluir. Enfim; ser sensato e cair na realidade da vida, mas ficar com a agradável consciência que o sonho poderia ser maravilhoso!...

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

O MEU PULSAR

     

No silencio da noite escura,
Oiço o teu suave caminhar.
Buscas uma vida que é tua,
Neste eterno borbulhar.
Tua imagem vislumbro na noite,
Na praia dos meus encantos,
À espera que a maré volte,
E traga com ela os teus prantos.
Desse Mundo de ilusão,
Pegadas na areia em vão.
Procuro para me orientar,
Para tomar uma decisão,
E poder voltar a amar.
Teus lábios ardentes procuro,
Para acabar com este tormento,
Fazer luz, neste mundo escuro,
E viver o belo momento.
No silêncio da noite calada,
Espero a alvorada chegar,
Não quero pensar em nada,
Que me faça depois chorar.
Aguardo o teu belo olhar,
Como a luz da lua brilhante,
Que molda o teu esbelto corpo,
Dando brilho ao diamante,
Para te servir de conforto.
Guardo o teu belo retrato,
No armário do meu pulsar,
È uma peça de fino trato,
Que me lembra o teu olhar.
O meu pulsar trago no peito,
Como se fosse uma fina-flor,
Que se cuida com muito jeito,
Guardando lá todo o amor.
No pulsar tenho recordações,
De tudo que algo me diz,
Juntamos os dois corações,
E vivemos um momento feliz.
FIM
Carlos Cebolo



Sem comentários:

Enviar um comentário