Acerca de mim

A minha foto
Tudo o que quero e não posso, tudo o que posso mas não devo, tudo o que devo mas receio. Queria mudar o Mundo, acabar com a fome, com a tristeza, com a maldade.Promover o bem, a harmonia, intensificar o AMOR. Tudo o que quero mas não posso. Romper com o passado porque ele existe, acabar com o medo porque ele existe, promover o futuro que é incerto.Dar vivas ao AMOR. A frustração de querer e não poder!...Quando tudo parece mostrar que é possível fazer voar o sonho!...Quando o sonho se torna pesadelo!...O melhor é tapar os olhos e não ver; fechar os ouvidos e não ouvir;impedir o pensamento de fluir. Enfim; ser sensato e cair na realidade da vida, mas ficar com a agradável consciência que o sonho poderia ser maravilhoso!...

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

QUEM ESCREVE?


QUEM ESCREVE?
            10/02/2012

Escrever sou eu que escrevo,
Quem dita não sei quem é.
Frases voam com o vento.
Ignorar não me atrevo,
Confundir a minha fé,
Com tudo que eu invento.

Tortura de que padeço,
Procurando ganhar algo,
Que cause admiração.
Do pouco que eu mereço,
Procuro como o fidalgo,
Lutar pela sua mão.

Oh! Minha doce donzela,
Lírica do meu encanto.
Eu canto a tua beleza,
Gosto do travo a canela,
Da terra que amo tanto.
E disto tenho certeza.

Poeta não quero ser,
Nem é esse o meu preceito.
Quero cantar o que sinto,
Sem ter nada que temer,
Fazer tudo e bem feito.
Sem dizerem que minto.
 FIM
Carlos Cebolo


Sem comentários:

Enviar um comentário