Acerca de mim

A minha foto
Tudo o que quero e não posso, tudo o que posso mas não devo, tudo o que devo mas receio. Queria mudar o Mundo, acabar com a fome, com a tristeza, com a maldade.Promover o bem, a harmonia, intensificar o AMOR. Tudo o que quero mas não posso. Romper com o passado porque ele existe, acabar com o medo porque ele existe, promover o futuro que é incerto.Dar vivas ao AMOR. A frustração de querer e não poder!...Quando tudo parece mostrar que é possível fazer voar o sonho!...Quando o sonho se torna pesadelo!...O melhor é tapar os olhos e não ver; fechar os ouvidos e não ouvir;impedir o pensamento de fluir. Enfim; ser sensato e cair na realidade da vida, mas ficar com a agradável consciência que o sonho poderia ser maravilhoso!...

terça-feira, 8 de novembro de 2011

HOMEM VELHO


             
                  I
Pelo caminho, cabeça baixa,
Vai o homem velho tristonho.
Na cabeça leva uma caixa,
No peito traz o seu sonho.

Com ele caminha a noite,
A escuridão desce com ela.
Procura abrigo que o acoite,
Dos perigos da selva bela.

O homem velho tem fome!
Já não come há muito tempo.
No peito algo que o consome!...

Procura na caixa o que comer,
Tira as coisas com gesto lento,
Sua mão não para de tremer.
                  II
Homem velho caminha só,
Seu destino está traçado.
Por ele ninguém sente dó,
Na juventude foi amado.

Mulher e filhos deixou,
E toda a sabedoria,
No quimbo que armou,
Utilizando a sua mestria.

Faz caminhada para a morte,
Costume antigo do seu povo!
Sabe que tem de ser forte.

O pai ensinou o caminho,
Que conhece desde novo!...
Morrer sozinho é destino.

FIM

(Léxico Anglano)
- Quimbo- Sanzala- Povoado rural

Sem comentários:

Enviar um comentário